População ameaça promover abaixo-assinado e manifestos após notícia da possível retirada de Capitão da PM


Após a repercussão gerada pela reportagem publicada pela CLN, na tarde desta sexta-feira (07/05), a população começou se manifestar e repudiar tal ação, através das redes sociais e grupos de conversas pela cidade.

 

O fato é que caso o Capitão Daniel Comerlatto, comandante da 3ª Companhia do 9° Batalhão de Criciúma seja realmente retirado e afastado do cargo que ocupa desde o início de fevereiro de 2020, moradores ameaçam promover um grande abaixo-assinado, o qual diga-se de passagem já tem o apoio de muitas pessoas.

 

O caso só vem ganhando força desde a publicação da notícia neste meio de comunicação. Tudo isso é reflexo do excelente trabalho prestado por Daniel, no comando de todas as patrulhas convencionais de Criciúma, incluindo Rádio Patrulha (RP) e Guarnição Reforçada (GR-9).

 

Como ressaltamos na reportagem; Criciúma está há mais de cinco meses sem registrar nenhum homicídio. O último caso ocorreu em dezembro de 2020. Além disso, crimes como furto e roubo diminuíram drasticamente na cidade. Em contrapartida, as apreensões de armas, drogas e pessoas procuradas pela Justiça há tempos não se via na cidade com tanta frequência.

 

Manifestos através das redes sociais também mostram o repúdio pelo denominado “motivo banal” usado pelos internautas, se referindo ao motivo pelo qual Comerlatto poderá ser transferido.


Isso não somos nós quem estamos falando. Segue abaixo alguma das manifestação da população referente ao caso:












Postagem Anterior Próxima Postagem