PM de Criciúma terá 100 câmeras que reconhecem pessoas e placas de veículo


A Polícia Militar de Criciúma deverá receber 100 novas câmeras de videomonitoramento que substituirão as que estão instaladas no município atualmente. A informação foi dada pelo tenente-coronel Maike Adriano Valgas, chefe do Estado Maior da 6ª Região de Polícia Militar (6ª RPM), durante a sessão da Câmara de Vereadores nesta terça-feira, dia 21.

“Está autorizado pelo governador a licitação para adquirir equipamentos com funcionalidades que não temos disponíveis hoje. Uma delas é o reconhecimento facial e a outra é a tecnologia OCR, que identifica placas de veículos, gerando alertas para as centrais de monitoramento e diretamente para as viaturas mais próximas dos locais da ocorrência”, informou Valgas.

O sistema de videomonitoramento foi implantado em Criciúma em 2005. A cidade possui capacidade para 145 pontos de instalação de câmeras, mas apenas 103 delas estão em funcionamento, sendo que 15 possuem tecnologia ainda antigas, do tempo em que foram instaladas.

“O processo licitatório ainda está em fase de elaboração do termo de referência para depois a concorrência ser lançada para definir a empresa que vai fornecer. Se consolidando esta aquisição, a Secretaria de Segurança Pública nos informou que Criciúma será contemplado com 100 destes equipamentos. Será um avanço, alavancando ainda mais este serviço de cercamento eletrônico eficaz e que agrega valor para o policiamento”, acrescentou Valgas. A previsão é de que a licitação aconteça em 2022.

Substituição das câmeras já existentes

Enquanto aguarda pelas câmeras com as tecnologias de reconhecimento facial e OCR, a Polícia Militar de Criciúma recebeu outra boa notícia. Ainda em 2021, o município deverá receber 57 novas câmeras como as que hoje já estão instaladas na cidade.

“Com isso, a gente vai poder substituir as 15 que estão com tecnologia antiga e instalar outras 42 novas. Desta forma, conseguiremos colocar em funcionamento todos os pontos disponíveis na cidade atualmente, que serão somadas às que estão para vir no ano que vem”, explicou o major Eduardo Moreno, chefe da Seção Operacional da 6ª RPM. Dessa forma, a projeção é de que Criciúma tenha em 2022 um total de 245 câmeras para serem utilizadas pela Polícia Militar. O tenente-coronel Ronaldo da Silva Cruz, chefe da Central Regional de Emergências (CRE) também esteve na sessão. 


Postagem Anterior Próxima Postagem