Caso Amanda Albach: dois suspeitos de envolvimento na morte são soltos



Dois dos três suspeitos de envolvimento na morte de Amanda Albach, de 21 anos, foram soltos no fim de semana, informou o delegado Nicola Patel Filho, após decisão judicial. A Polícia Civil disse por nota que pediu a revogação das prisões desses investigados porque não ficou comprovado envolvimento deles no crime.

Já o suspeito de atirar contra a jovem seguia preso até 16h10 desta segunda-feira (6). Conforme o delegado, a Polícia Civil vai concluir o inquérito em até 30 dias.

O corpo de Amanda foi encontrado enterrado na praia em Laguna, no Sul catarinense, na manhã de sexta (3). A jovem, que morava na Região Metropolitana de Curitiba, estava desaparecida há 18 dias. A vítima tinha uma filha de 2 anos.

Sobre as solturas, a Vara Criminal de Laguna informou por nota que um homem e uma mulher, que era amiga da vítima, foram soltos. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) foi favorável à revogação das prisões. O processo tramita em segredo de justiça.

Em relação ao outro investigado, que segue preso, o delegado afirmou que as evidências "estão sendo analisadas para comparar com versões apresentadas".

Os três suspeitos foram presos na quinta (2) em Canoas, no Rio Grande do Sul, entre eles uma amiga da vítima.

(Com G1)


Postagem Anterior Próxima Postagem