Família faz velório com chop e churrasco para o pai em SC: “Não queria ninguém chorando”



Um velório inusitado chamou a atenção dos moradores de Coronel Freitas, no Oeste catarinense. A despedida de Joaquim Silva da Rosa, 60 anos, teve chopp, churrasco e música. Segundo a família, esse era um desejo do idoso sepultado no domingo (28).

“Ele sempre falou que no velório não queria ninguém chorando, era só para comer carne, dar risada e tomar cerveja ou chpp e que se fizesse festa”, conta o filho Paulo da Rosa.

A iniciativa foi aprovada pelos três filhos de Joaquim. De acordo com Paulo, o pai sempre gostou da festa e era conhecido pelos moradores de Coronel Freitas pela alegria. “O meu pai sempre gostou de bebedeira. Todo mundo conhecia ele, era querido por todos”, comentou o filho.

Segundo Paulo, alguns dos convidados do velório estranharam a situação, mas todos eram recebidos com um copo de chope.

A gerente da Funerária Aschidamini, onde o velório foi realizado, contou que em 50 anos de funcionamento, esse foi o pedido mais incomum. A despedida durou 24 horas. “Primeira vez que fazemos um velório diferente assim. A gente ficou [chocado] com o pedido, mas fizemos porque era o último desejo dele”, contou Patrícia Aschidamini, gerente da funerária.

Morte:

Segundo o relatório da Polícia Militar, Joaquim estava sentando em um trailer que servia lanches no momento em que foi abordado por um homem de 38 anos. Conforme os policiais os dois haviam tido uma discussão anterior. O suspeito deferiu cerca de cinco facadas na vítima e fugiu do local.

O homem não foi preso e a motivação para o crime, segundo a PM, não ficou clara. A Polícia Civil investiga o caso.


Postagem Anterior Próxima Postagem